almanaquesonoro.com

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Temas Energia nuclear Energia Nuclear e Impacto Ambiental

Energia Nuclear e Impacto Ambiental

E-mail Imprimir PDF

Quadro 5 - Faça a sua parte!

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A rádio 88, que irradia a Química do dia-a-dia, tem o prazer de apresentar...

O Almanaque Sonoro de Química!

Áureo Prata
– Muito obrigado pelo carinho de vocês e pela audiência! Hoje, o nosso Almanaque traz a continuação do tema... “ENERGIA NUCLEAR E IMPACTO AMBIENTAL”. Está no ar...

O Almanaque Sonoro de Química!

Faça a sua parte!

Áureo Prata
– E ai professor Hélio? Que pacotão é esse aí? É biscoito?

Prof. Hélio
– Não Áureo. São lâmpadas fluorescentes. Vou trocar todas lá em casa.

Áureo Prata
– Queimaram de uma só vez?

Prof. Hélio
– Não. É que as que eu uso atualmente estão queimando as minhas economias.

Áureo Prata
– Ué? Mas que lâmpadas são essas?

Prof. Hélio
– Ah... Eu tenho uma aqui. Dá uma olhada na bandida.

Áureo Prata
– Perai! Mas essa é do tipo que eu uso lá em casa!

Prof. Hélio
– Então faça como eu amigo... Vou trocar tudo por lâmpadas fluorescentes porque elas consomem cerca de três vezes menos energia do que as lâmpadas incandescentes, e podem durar - em média - até 10 vezes mais.

Áureo Prata
– Nós falando de lâmpadas aqui e ontem fiquei sem energia elétrica... Acendi duas velas pra ler um livro, depois pensei em dormir... Não deu e resolvi sair de casa... Quando voltei, nada! Lá pela meia-noite a luz chegou... Até os vizinhos bateram palmas.

Prof. Hélio
– Ahahahahaha! Quando ela volta é recebida com festa!

Áureo Prata
– Nessas horas a gente vê como a energia elétrica faz falta... Difícil viver sem...

Prof. Hélio
– Mesmo assim, existem estudos que dizem que para cada dez habitantes do planeta, três não tem acesso à eletricidade.

Áureo Prata
– Puxa! Sem energia elétrica não dá pra imaginar crescimento econômico e social.

Prof. Hélio
– Pois é! Mas mesmo os países desenvolvidos seguem com muuuuita fome de energia.

Áureo Prata
– Imagine se países populosos como a China e Índia continuarem crescendo em direção ao modo de vida dos americanos e dos europeus... Como o planeta poderá suportar isso?

Prof. Hélio
– Não poderá. Sem combinar desenvolvimento econômico com o respeito ao ambiente, o planeta não vai agüentar.

Áureo Prata
– Já passamos do limite né?!

Prof. Hélio
– Muito... Por isso que no livro A Vingança de Gaia, o autor defende, com unhas e dentes, o uso da energia nuclear... E olha que o autor, James Lovelock, além de cientista é um ambientalista famoso.

Áureo Prata
– Quem diria? Um ambientalista defendendo a energia nuclear.

Prof. Hélio
– Sim... E ele já foi uma espécie de guru dos ambientalistas. Só que hoje, é alvo do Greenpeace porque afirma que a única forma de energia imediatamente acessível e que não causa aumento de temperatura é a nuclear.

Áureo Prata
– A maioria das pessoas acredita que a energia nuclear é muito perigosa. E tem mais... Dizem que, ao quebrar átomos, as usinas nucleares alteram o equilíbrio de planeta...

Prof. Hélio
– Alteram o equilíbrio? Áureo... Ao observarmos o Universo, percebemos que sua energia natural é nuclear... Toda estrela é uma estação nuclear, inclusive o Sol.

Áureo Prata
– Hum... Nunca tinha visto a coisa por esse ângulo... Incrível mesmo professor é alguém ter um dia imaginado que o homem pudesse obter energia elétrica a partir de um simples átomo...

Prof. Hélio
– Bem... A forma imaginada baseou-se na possibilidade de dividir o núcleo de um átomo pesado, em dois núcleos menores, através do impacto de um nêutron. A energia que mantém juntos esses núcleos menores é liberada, na maior parte, em forma de calor. Essa divisão do núcleo é o que se chama de fissão nuclear. Como no caso do urânio-235, por exemplo.

Áureo Prata
– Mas os ambientalistas seguem caindo de pau na energia nuclear, nas usinas...

Prof. Hélio
– Mas há muitos anos o balanço ambiental das usinas nucleares é positivo. E elas não emitem gases poluentes para a atmosfera tal como as usinas térmicas convencionais.

Áureo Prata
– Puxa! Passei a vida inteira ouvindo que a energia nuclear poderia destruir o mundo. Agora ela reaparece como solução para o planeta. Vai entender uma coisa dessas...

Prof. Hélio
– Todas as formas de energia têm seus prós e contras. Por isso meu amigo, a energia mais eficiente continua sendo a nossa. Aquela que parte de nossas ações, no dia a dia, combatendo o desperdício, cuidando do lugar onde se vive e difundindo idéias sustentáveis.

Áureo Prata
– Concordo. A soma dos esforços individuais, por menor que possa parecer, sempre ajuda muito.

Prof. Hélio
– Então, vamos somar nossas energias Áureo... Faça a sua parte!

Áureo Prata
– Tô ligado! E vamos espalhar pra todo mundo que o mundo pode ser melhor!

Faça a sua parte!

Daqui a pouco a gente volta com o segundo bloco do Almanaque sonoro de química.